A gestão do estoque para autopeças é uma estratégia muito importante para o sucesso do negócio. Os impactos dessa atividade dentro de uma empresa podem ser notados nos custos, na agilidade na entrega, na produtividade, na satisfação do cliente, entre diversos outros aspectos.

Quando existe uma boa gestão do estoque para autopeças e a logística funciona de forma impecável, todas as atividades desenvolvidas pela organização fluem de maneira mais natural. Os funcionários sabem exatamente como devem trabalhar para alcançar os resultados propostos e as chances de erros são reduzidas drasticamente.

Se você busca formas de otimizar e melhorar a gestão do seu estoque para autopeças, confira as dicas que veremos neste artigo.

 

A importância da gestão de estoque para autopeças

Todos os produtos comercializados atravessam diversos processos desde o momento em que saem da indústria e chegam até o seu consumidor. A logística para autopeças é a rotina que se encarrega de todo o fluxo de deslocamento dos materiais – tanto dentro quanto fora da empresa.

Grande parte desses processos acontecem ainda dentro da sua organização, o que ressalta a importância da gestão de armazém para lidar da melhor forma possível com as movimentações internas. Além disso, a qualidade dos processos internos do estoque de autopeças reflete diretamente na agilidade para o atendimento do consumidor.

Confira os fatores que comprovam a importância da gestão e controle de estoque para autopeças:

  • Qualidade do produto entregue. Com uma gestão do estoque adequada e uma logística com processos bem estruturados, os produtos são movimentados da forma adequada e entregues com toda a sua qualidade para o cliente.
  • Agilidade no atendimento ao cliente. Quanto mais atenção é dada para a gestão do estoque e para a logística da empresa, mais efetivo é o processo de entrega da mercadoria ao consumidor.
  • Redução de custos e aumento dos resultados. Processos bem estruturados consomem menos recursos e aumentam a produtividade da organização – gerando um impacto nas finanças.
  • Diminuição de perdas e desperdícios. Processos mal estruturados podem gerar a perda ou desperdício de mercadorias em meio à dificuldade enfrentada pelos responsáveis pela gestão de armazém e logística.

6 dicas de organização e controle de estoque para autopeças

A gestão do estoque para autopeças, bem como a otimização da logística e a gestão de armazém são rotinas complementares que devem estar sempre em sintonia. Uma empresa que possui domínio total sobre as mercadorias desde o momento em que entram na sua empresa até o momento em que são entregues para o consumidor consegue vivenciar todos os benefícios que acabamos de abordar.

Para colocar isso em prática na sua empresa, você pode seguir as seguintes dicas:

 

1. Estruture os processos internos

É importante que todos os processos relacionados à gestão do estoque para autopeças sejam bem estruturados e controlados. Uma simples falha no meio do sistema pode comprometer a qualidade de todo o trabalho – gerando problemas que causam aumento de custos, desperdício, informações equivocadas ou atrasos na entrega ao cliente.

Por esse motivo deve ser dada atenção aos seguintes aspectos:

  • recebimento adequado das mercadorias;
  • separação dos produtos por categorias; 
  • armazenamento nos locais certos;
  • registro das informações sobre as mercadorias; 
  • separação dos pedidos dos clientes; 
  • envio das mercadorias.

Além desses há ainda diversos outros processos que são necessários em meio a todo esse fluxo. Ter isso bem organizado, documentado e com ferramentas que automatizem e otimizem o processo irá beneficiar a empresa como um todo.

 

2. Acerte na gestão de armazém

A armazenagem correta dos produtos da sua empresa de autopeças é fundamental para manter a sua qualidade. É importante categorizar todos os materiais de acordo com as suas principais características e encontrar as melhores formas de alocá-los. Assim é mais fácil realizar a movimentação e reduzir as chances de perdas e avarias.

 

3. Contrate mão de obra qualificada

Para que todos esses processos funcionem de forma adequada é necessário contar com uma mão de obra qualificada, não é mesmo? Por melhor que estejam estruturados os fluxos de atividade, são os funcionários que estão lidando diretamente com a movimentação e armazenamento das mercadorias.

 

4. Trabalhe com a previsibilidade dos produtos

Outro aspecto que merece uma atenção especial do gestor responsável pelos estoques da empresa é a variação da demanda ao longo do ano. Prever os níveis ideais de estoque é importante para garantir que todas as demandas possam ser atendidas sem maiores problemas, certo? Por essa razão, ter previsibilidade das variações da demanda evita complicações.

 

5. Adote um controle rigoroso de entradas e saídas

Informações atualizadas são importantes para fazer uma boa gestão do estoque. Uma ótima forma de garantir o acesso a dados relevantes é realizando um registro rigoroso de todas as entradas e saídas de mercadorias da empresa. Deve-se sempre manter o controle de estoque com informações atualizadas.

 

6. Modernize os processos com o uso da tecnologia

As empresas de autopeças que buscam os melhores resultados com a logística e gestão do estoque exploram as ferramentas digitais que permitem modernizar os processos.

Em vez de adotar controles manuais, é possível utilizar softwares de gestão que facilitam a integração de informações da organização.

O Traxo é um sistema de gestão para comércio que possui funcionalidades de controle de estoque automático – que é atualizado através da emissão ou recebimento das NF-es. Dessa forma, os controles estão sempre atualizados e fica mais fácil analisar as informações e otimizar a logística.
Confira algumas funcionalidades do módulo de Controle de Estoque Automático do Traxo:

  • Cada emissão de Nota Fiscal de Entrada ou Saída gera automaticamente uma atualização do estoque;
  • Controle de Estoque disponível, reservado e armazenado;
  • Controle de produção, insumos, matérias-primas e produtos acabados para indústrias;
  • Busca automática de Notas Fiscais emitidas conta o CNPJ de sua empresa, permitindo incorporar os produtos a seu estoque;
  • Controle de estoque realizado de forma automática por meio do registro de Notas Fiscais de Entrada e Saída.

Como a sua empresa de autopeças lida com o estoque e logística? Você gostaria de conhecer melhor as funcionalidades do Traxo? Então entre em contato conosco!

 

 

OUTROS POSTS

Endereçamento logístico: tudo o que você precisa saber

Postado em 3 de janeiro de 2019

Picking: o que é e como ele pode melhorar a logística

Postado em 16 de novembro de 2018

Boas práticas para armazenagem e controle de estoque

Postado em 8 de novembro de 2018

Controle de estoque: tudo que você precisa saber

Postado em 4 de outubro de 2018

O que é controle de estoque e como implementar?

Postado em 27 de setembro de 2018

Relacionamento com o cliente: A mina de ouro inexplorada

Postado em 12 de junho de 2017

Controle de Estoque: Como Transformar Prejuízo em Lucro

Postado em 5 de junho de 2017

Gestão de Estoque: Como classificar e padronizar produtos

Postado em 16 de junho de 2016

As 3 melhores formas de aprimorar sua gestão de estoque

Postado em 16 de junho de 2016

Por que ter um bom controle de estoque?

Postado em 30 de dezembro de 2015

8 Dicas para uma gestão de estoque mais eficiente

Postado em 28 de dezembro de 2015

Guia de Gestão de Estoque Gratuito

Postado em 18 de dezembro de 2015

Planilha de Controle de Estoque Grátis

Postado em 26 de outubro de 2015

Como fazer uma gestão de estoque de sucesso

Postado em 15 de outubro de 2015

Descubra os 4 piores erros na gestão de estoque

Postado em 5 de outubro de 2015

Produtos parados no estoque: o que fazer

Postado em 26 de agosto de 2015

5 erros que você deve evitar na gestão de estoque

Postado em 30 de julho de 2015

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO