Uma vez li num livro de negócios que o que diferencia os grandes administradores dos medíocres é que os grandes administradores tornaram a redução de custos um processo, enquanto os administradores medíocres pensam em como reduzir custos na empresa apenas em situações de crise, quando muitas vezes a queda é inevitável. Por exemplo, enquanto algumas empresas apenas agora, em situação de crise, resolvem reduzir seus custos, outras já fizeram isso no período de vacas gordas, e estão muito mais preparadas para enfrentar esse período de recessão.

Mas redução de custos não é simplesmente cortar todas as despesas sem critério algum. Afinal, muitas despesas, na verdade, existem para reduzir outras despesas. Não acredita? Então dá uma olhada nesse artigo que escrevi mostrando como uma empresa de importação, com um pequeno investimento em automação de processos, economizou mais de 50.000 horas de trabalho por ano. Da pra dizer, com segurança, que esse empresa economizou mais de R$ 1 Milhão apenas com essa ação única.

O jeito mais eficiente de como reduzir custos na empresa

Por isso antes de sair reduzindo custos de qualquer jeito, sem nenhum critério, você precisa saber que existem dois tipos de custos: custos estratégicos e custos não-estratégicos.

Custos estratégicos

Os custos estratégicos na verdade não são custos, são investimentos. Eles existem justamente para eliminar outros custos, como o exemplo citado anteriormente sobre a empresa que economizou mais de 50.000 horas de trabalho. Também servem para aumentar a receita, como investimentos em marketing, vendas, etc. Um bom administrador está sempre buscando novas formas de conseguir recursos para aumentar os custos estratégicos. Sim, aumentar. Você não leu errado. Custos estratégicos são diretamente proporcionais ao lucro da empresa. Você coloca um real nessa máquina de um lado e sai dois reais do outro.

Custos não-estratégicos

Ao contrário dos custos estratégicos, custos não-estratégicos não estão relacionados ao lucro da empresa. Você coloca R$ 1,00 nessa máquina e ela destrói sua nota e te entrega apenas pó do outro lado.

 

Bons administradores criam um maneira processual de reduzir custos não-estratégicos para aumentar os custos estratégicos.

 

Isso é tão importante, mas tão importante, que vou repetir para você fixar melhor. Te convido a ler em voz alta esse trecho.

 

Bons administradores criam um maneira processual de reduzir custos não-estratégicos para aumentar os custos estratégicos.

 

Administradores medíocres, durante o período de bonança, investem em escritórios luxuosos, compram um carro para a empresa, reformam a sala, trocam os móveis, reajustam os dividendos, etc. Aumentam muito os custos não-estratégicos. Quando chega a crise esses mesmos administradores, ao invés de cortarem esses luxos, aos quais já se acostumaram, cortam primeiro os investimentos em marketing e vendas, com a desculpa que “na crise ninguém está comprando”. Esses mesmos administradores que se recusam a investir em tecnologia e automação dizendo “não é hora de fazer investimentos” são os mesmos que acabam criando o cenário da mediocridade por eles projetado.

Em contrapartida, os bons administradores agem de forma muito consistente, independente de o período ser de crise ou de bonança. Mesmo em tempos de altos lucros e vendas fartas, eles continuam buscando reduzir mais e mais os custos não-estratégicos, deslocando o fluxo de gastos da empresa para custos estratégicos, e aumentando cada vez mais o lucro com isso. Durante um período de crise, eles já estão preparados. Continuam fazendo exatamente a mesma coisa que já vinham fazendo.

E você? Tem cortado gastos de maneira inteligente? Onde mais é possível reduzir custos não-estratégicos na sua empresa? Onde é possível investir R$1,00 para economizar R$2,00? Sua empresa já possui os processos automatizados? Comenta aí pra gente conversar.

OUTROS POSTS

O que é CNAE? Aprenda a classificar a sua empresa.

Postado em 15 de janeiro de 2019

Especial Melhores do Ano de 2018

Postado em 28 de dezembro de 2018

4 dicas para reuniões produtivas

Postado em 20 de dezembro de 2018

Custo do produto: Como montar uma ficha técnica?

Postado em 6 de novembro de 2018

Como utilizar a curva ABC na prática em seu comércio

Postado em 16 de outubro de 2018

4 dicas para um bom planejamento e controle de produção

Postado em 11 de outubro de 2018

O jeito Disney de encantar os clientes aplicado a seu negócio

Postado em 13 de setembro de 2018

O que os empreendedores de sucesso tem em comum?

Postado em 6 de setembro de 2018

Como escolher um software de gestão para auto peças

Postado em 23 de agosto de 2018

Tabela CFOP: o que é e para que ela serve?

Postado em 10 de julho de 2018

Por que não usar planilhas para gerenciar dados da empresa?

Postado em 28 de junho de 2018

4 passos para reduzir a inadimplência no meu comércio

Postado em 4 de junho de 2018

Determinando contabilmente o preço de um produto

Postado em 17 de maio de 2018

Novidade no Sistema: Módulo de Planos de Contas

Postado em 15 de maio de 2018

Tudo o que você precisa saber sobre Microempreendedor Individual (MEI)

Postado em 27 de abril de 2018

5 dicas fundamentais para encantar e reter clientes

Postado em 12 de abril de 2018

Guia Certificado Digital ICP-Brasil

Postado em 26 de março de 2018

Pis e Cofins na importação: como recuperar impostos

Postado em 8 de março de 2018

Por que é vital a correta classificação fiscal da importação

Postado em 1 de março de 2018

Retrospectiva de 2017

Postado em 3 de janeiro de 2018

Case de Sucesso Comex NF-e: H3 Trading

Postado em 16 de novembro de 2017

Para que serve a licença de importação?

Postado em 19 de outubro de 2017

Fim do emissor gratuito da Sefaz Maranhão

Postado em 13 de outubro de 2017

Fim dos boletos sem registro: mais segurança nas transações

Postado em 4 de outubro de 2017

A morte dos ERPs completos

Postado em 20 de setembro de 2017

Como reduzir custos de empresas de Comex

Postado em 14 de setembro de 2017

3 coisas que aprendi que vão mudar sua empresa

Postado em 31 de agosto de 2017

Redução no imposto de importação para 4,9 mil produtos

Postado em 18 de agosto de 2017

A Mainô agora faz parte do Hub do Empreendedor!

Postado em 7 de agosto de 2017

Planejamento de Estoque: Inimigo ou Aliado?

Postado em 24 de julho de 2017

Pis e Cofins na Importação: Como Recuperar Impostos

Postado em 18 de maio de 2017

NF-e de Importação: como calcular igual seu despachante?

Postado em 29 de agosto de 2016

O Retorno do Investimento da adoção de ERPs Cloud para PME

Postado em 14 de julho de 2016

Software de gestão: por que sua empresa deve ter um

Postado em 16 de maio de 2016

Os 5 maiores mitos sobre tecnologia na nuvem

Postado em 29 de abril de 2016

Como uma empresa de importação reduziu 97% do desperdício

Postado em 14 de abril de 2016

Guia de Gestão Financeira e Fiscal para Empresas

Postado em 12 de abril de 2016

7 dicas infalíveis para ter uma empresa de sucesso

Postado em 1 de março de 2016

5 vantagens de utilizar um software na nuvem

Postado em 21 de janeiro de 2016

Planilha de controle de estoque: video explicativo

Postado em 6 de outubro de 2015

Como Recuperar os Impostos da Sua Empresa ?

Postado em 25 de agosto de 2015

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO