Olá! Nos últimos posts tenho falado bastante sobre definição de cultura organizacional, propósito e valores. São questões que definem o DNA da empresa. É aquilo que nenhum concorrente consegue copiar.

Espero também que, se você já acompanha meus posts, esteja convencido que lugar do empreendedor não é no operacional. Se o empreendedor está executando tarefas, algo na sua empresa precisa melhorar. E a única forma do empreendedor conseguir delegar é ter um time AAA. São eles quem vão entregar valor a seus clientes.

Já definiu seu propósito e seus valores? Então vem a próxima etapa: como montar um time AAA alinhado a esses valores?

Montar um time de funcionários AAA parece fácil. Basta ter dinheiro para contratar os melhores, certo? Errado. Nesse artigo eu quero mostrar para vocês como montei um time AAA na Mainô, mesmo sem muitos recursos e sem um departamento de RH.

Me perdoem os profissionais de Recursos Humanos. Quem trabalha comigo sabe que meu sonho é montar um departamento de RH na Mainô. Mas, sabemos também que não é a realidade de toda empresa ter recursos para estruturar um departamento de RH. Por isso, aqui a conversa é de empreendedor para empreendedor.

Primeiramente, você sabe o que é um funcionário AAA? Um funcionário AAA é aquele que possui os três pilares principais:

1) Capacidade técnica para a função

Geralmente é o ponto mais simples de se avaliar. A capacidade técnica envolve questões bem objetivas. Por exemplo, aqui na Mainô, ao contratarmos programadores, buscamos competências em programação, banco de dados, etc. Ao contratarmos um analista de marketing, a pessoa precisa conhecer Google Analytics. São as chamadas hard skills.

2) Habilidades comportamentais

As habilidades comportamentais, ou soft skills, são competências não-técnicas. Como exemplo podemos citar: capacidade de liderança, organização e criatividade. As soft skills costumam depender do cargo que a pessoa ocupa. Já pensou em contratar um gerente desorganizado? Ou um analista de marketing sem criatividade?

Uma das funções do líder é saber fazer uma boa leitura dessas habilidades em seu time e ajudá-las a encontrar as funções mais adequadas para elas. Aqui na Mainô já tivemos pessoas que não se encontraram na área de suporte, mas são excelentes vendedoras. Também temos pessoas que desenvolveram com o tempo algumas soft skills de liderança e assumiram cargos de maior responsabilidade.

3) Valores da empresa

Os valores de seu time estão alinhados com os valores da empresa?

Para sair da subjetividade, vamos a um exemplo. Imagine uma pessoa muito criativa. Geralmente, pessoas criativas precisam de espaço para experimentação e precisam trabalhar em lugares com leve tolerância a erros. Apesar da criatividade ser uma soft skill desejada pela maioria das organizações, você consegue imaginar uma pessoa muito criativa trabalhando em um hospital? Em um hospital, a soft skill mais importante talvez seja a atenção em seguir processos. Uma pessoa muito criativa não duraria 1 mês lá. Em contrapartida, pessoas extremamente organizadas podem não conseguir performar em empresas onde um dos valores é a criatividade.

Na dúvida, forme pessoas

A empresa acaba sendo um reflexo dos fundadores. E, geralmente, os primeiros funcionários formarão o primeiro nível de liderança. Se sua empresa ainda tem poucos funcionários, dedique ao menos um dia da semana para fazer coach com essas pessoas, um a um. Discuta os valores da empresa, os pontos que podem ser melhorados. Desenvolva as pessoas.

Por fim, alguém pode lhe questionar que desenvolver pessoas é perda de tempo, visto que existe o risco de elas saírem da sua empresa, responda: imagine o risco de não desenvolver pessoas e elas ficarem.

Tenha um ótima semana!

OUTROS POSTS

Dicas do CEO: Qual desses cenários a sua empresa está?

Postado em 5 de dezembro de 2018

Dicas do CEO: Por que a sua empresa existe?

Postado em 28 de novembro de 2018

Dicas do CEO: Prepare-se para o melhor

Postado em 14 de novembro de 2018

Dicas do CEO: Quanto tempo leva pra faturar 60 milhões?

Postado em 31 de outubro de 2018

Dicas do CEO: O que é inovação disruptiva e como ela impacta seu negócio?

Postado em 24 de outubro de 2018

Dicas do CEO: Liderar não é apenas sobre o que você diz ou faz

Postado em 17 de outubro de 2018

Dicas do CEO: Conversas difíceis

Postado em 10 de outubro de 2018

As 5 características a serem avaliadas na contratação

Postado em 3 de outubro de 2018

A importância de sair do operacional

Postado em 28 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Valores são importantes?

Postado em 21 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Como projetar a cultura da sua empresa

Postado em 19 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Defina a cultura da empresa o quanto antes

Postado em 12 de setembro de 2018

Dicas do CEO: 7 dicas para delegar tarefas

Postado em 5 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Toda semana uma dica de gestão

Postado em 29 de agosto de 2018

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO