A declaração simplificada de importação é um documento simplificado que deve ser preenchido nos casos importações (que possuem, ou não, cobertura cambial), em que o valor não ultrapassa US$ 3 mil – ou o valor equivalente em outra modeda.

No artigo de hoje vamos oferecer um passo a passo para esclarecer melhor o processo de emissão dessa declaração.

Como funciona o procedimento?

É só fazer o seguinte passo a passo:

1. Primeiramente, você receberá um telegrama infomando qual é o Número Localizador Pendente de Importação, que também possui o número do rastreamento do objeto de importação. A partir dai, deve-se seguir os seguintes procedimentos:

2. Realizar o cadastro no Importa Fácil Correios através do link http://www2.correios.com.br/impfacil/importacao/comercial/default.cfm

3. Selecionar o tipo de cadastro (PF ou PJ) e, se for o primeiro acesso, clicar em “Se ainda não é cadastrado, digite seu CPF e clique aqui”.

4. Inserir seus dados pessoais e criar uma senha para acesso – que poderá ser utilizada para acessos futuros.

5. Clicar em “Cadastrar” – será mostrada uma mensagem na tela informando que o cadastro foi realizado com sucesso.

6. Clicar em “Cadastrar um pedido de importação”.

7. Nesse momento, é preciso ter em mãos o telegrama que foi recebido. Verifique qual é o número localizador pendente de importação, digite esse número no campo específico no site. Esse número localizador é composto por um grupo de três letras e três números.

8. Clique em “Cadastrar”.

9. Se você possui o código de rastreamento do objeto, informado pelo exportador, você pode informá-lo no seu cadastro no Importa Fácil. O site oferece um campo onde existe a opção de informar o número do objeto para rastreamento.

10. Informe o código de rastreamento no campo específico e clique em “Cadastrar”.

A partir de agora é realizado o procedimento para o cadastro de sua importação:

11. Aba “Entrega”: É o lugar que será utilizado para informar o endereço para entrega da sua remessa. Normalmente ela já vem preenchida com o endereço que foi utilizado na hora de fazer o cadastro.

12. Clique em “Avançar” ou na próxima aba.

13. Aba “Remessa”: É a aba utilizada para informar os dados de sua remessa de importação. Nela constam informações como o tipo de moeda, o país de origem da mercadoria e o valor do frete, por exemplo.

14. Aba “Itens”: Nessa aba especifica-se o código de cada item que compoe sua remessa de importação, a descrição, a quantidade e o valor unitário.

15. Aba “Finalização”: Nesse caso você poderá revisar os dados informados. Caso deseja finalizar o processo de cadastro de importação, basta clicar em “Finalizar”.

16. Será gerado um Número do Procedimento de Importação: através dele você poderá acompanhar o andamento do despacho de sua importação.

17. Clique em “Finalizar”.

Passo final

Feita a emissão da declaração, deve-se enviar, via e-mail, os documentos que foram solicitados no telegrama. Envie essas informações anexadas ao número de rastreamento do seu objeto e ao número de processo de importação. Em poucos dias você receberá um boleto para pagamento – através desse pagamento você receberá a sua mercadoria!

O que achou desse artigo? Ainda restou alguma dúvida? Compartilhe conosco e aproveite para saber mais sobre a Substituição Tributária na Importação!

OUTROS POSTS

DUIMP: tudo sobre a Declaração Única de Importação

Postado em 6 de dezembro de 2018

Multas na importação: Como evitá-las?

Postado em 1 de novembro de 2018

Importação de autopeças: Tudo que você precisa saber

Postado em 27 de junho de 2018

Importação de vinho: como calcular o preço de venda

Postado em 14 de junho de 2018

Gastos com capatazia excluídos da base de cálculo do II

Postado em 5 de abril de 2018

Nota fiscal de Importação: 4 perguntas frequentes

Postado em 25 de janeiro de 2018

Importação de produtos: Os 5 erros cometidos por brasileiros

Postado em 10 de janeiro de 2018

Importação marítima x importação aérea: qual a mais vantajosa?

Postado em 9 de janeiro de 2018

ICMS de produtos importados para revenda: Suspenso em São Paulo

Postado em 30 de novembro de 2017

Como importar pela primeira vez

Postado em 19 de junho de 2017

Podcast Semanal – Episódio 1

Postado em 9 de novembro de 2016

As 3 Vantagens de usar o ComexNF-e para o Importador

Postado em 7 de novembro de 2016

Série de Importação: O valor aduaneiro

Postado em 8 de junho de 2016

Série de importação: Órgãos internacionais

Postado em 24 de maio de 2016

Série de Importação: Modelos de importação

Postado em 11 de maio de 2016

Série de Importação: O despacho aduaneiro

Postado em 11 de maio de 2016

Impostos de importação: veja quais são e saiba como calcular

Postado em 21 de janeiro de 2016

Guia de Importação Para Empresas

Postado em 18 de dezembro de 2015

Software de gestão para importação: Veja as 5 Vantagens

Postado em 17 de dezembro de 2015

Importação por Conta e Ordem: Veja Como Funciona

Postado em 1 de dezembro de 2015

O que é a declaração de importação?

Postado em 26 de novembro de 2015

Como Contratar Um Bom Despachante Aduaneiro

Postado em 12 de novembro de 2015

NF-e de importação: Aprenda como fazer

Postado em 4 de novembro de 2015

Benefícios do cloud computing para a sua importadora

Postado em 9 de outubro de 2015

Como um software de gestão pode ajudar sua importadora

Postado em 24 de setembro de 2015

Despachante aduaneiro: O que é e o que faz

Postado em 22 de setembro de 2015

FCI: saiba tudo sobre a Ficha de Conteúdo de Importação

Postado em 17 de setembro de 2015

Precificação de Produtos Importados: 3 itens a considerar

Postado em 11 de setembro de 2015

Saiba mais sobre a substituição tributária na importação

Postado em 7 de agosto de 2015

Cálculo do ICMS na importação: Devo incluir a Taxa da Marinha Mercante?

Postado em 20 de julho de 2015

Devolução de mercadoria importada: é possível?

Postado em 20 de julho de 2015

5 dicas para evitar custos extras com armazenagem numa importação

Postado em 20 de maio de 2015

Bloco K: o que é e como se adequar

Postado em 19 de maio de 2015

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO