Um processo de importação costuma gerar muitas preocupações para o empreendedor. Isso por que ele envolve diversas peculiaridades e necessidades de cumprimento de exigências fiscais e legais. E dentre as principais preocupações está em calcular o valor correto da nota fiscal de importação.

Neste artigo, vamos abordar como funciona o processo de emissão e o cálculo de uma Nota Fiscal de importação. Assim você recebe um auxílio extra e um melhor entendimento sobre essa exigência fiscal para realizar a importação de forma legal.

O que é nota fiscal de importação?

A emissão de nota fiscal de importação é obrigatória para qualquer compra realizada do exterior, mesmo que seja feita eventualmente. É conseguida de forma eletrônica (NF-e de entrada) e deve ser emitida pelo importador. Deve-se sempre considerar todos os dados do material ou equipamento adquirido, indicando seus valores, impostos e classificações fiscais correspondentes.

O momento de sua emissão é após a nacionalização da importação. Deve seguir as regras definidas pelos recintos alfandegários específicos como portos e aeroportos, que possuem exigências diferenciadas.

Por que Nota Fiscal de importação deve ser emitida?

A emissão da nota fiscal de importação é necessária para suportar a contabilização da entrada da mercadoria ou equipamento na empresa. É um elemento acessório a nacionalização destes itens e o que vai permitir a circulação entre o local de recebimento no Brasil e a efetiva entrada na empresa importadora.

Essa nota fiscal de importação será o comprovante de entrada no estoque ou imobilizado da empresa, pois sem esse documento, o registro não poderá ser efetuado.

O que deve ser considerado para calcular nota fiscal de importação?

A nota fiscal de importação deve ser preenchida de forma bastante cuidadosa para não gerar necessidade de correções posteriores junto às autoridades ficais e deve indicar os seguintes itens:

  • Valor total dos produtos;
  • ICMS;
  • Imposto de Importação;
  • IPI;
  • PIS;
  • COFINS;
  • Adicional de Frete para renovação da Marinha Mercante – AFRMM;
  • Despesas acessórias, tais como sicomex, multas etc;
  • Valor do frete e valor do seguro devem ser indicados no campo de observação da NF-e;
  • Número da Declaração de Importação – DI.

Custos de um processo de importação

Um processo de importação inclui vários custos que devem ser considerados. Desse modo, para que seja apurado de forma correta o valor total da compra realizada. São os seguintes:

  • Despesas Financeiras – referentes ao fechamento de contrato de câmbio com a conversão de moedas do País de origem e o Brasil, acrescido de IOF.
  • Comissão de agente de importação – percentual aplicado sobre a mercadoria para remunerar o agente da importação.
  • Taxas de despachantes aduaneiros.
  • Taxas de órgãos reguladores, como Anvisa etc.
  • Despesas aduaneiras e portuárias.
  • Taxas de inspeção de qualidade.

>> Saiba mais: Como importar pela primeira vez? <<

Considerações finais sobre Nota Fiscal de importação

Agora você já tem uma série de informações fundamentais para que possa entender a importância de uma nota fiscal de importação. Sabe mais sobre todos os custos e exigências constantes desse documento. Dessa maneira, pode ter mais segurança para efetuar o registro de suas compras no exterior.

A Mainô está apta a lhe esclarecer sobre todas as suas dúvidas e fornecer um sistema de gestão para importação que pode lhe ajudar de forma simples e segura. Entre em contato conosco.

NF-e de Importação

 

nf de importação

OUTROS POSTS

5 erros mais comuns ao emitir a Nota Fiscal de Importação

Postado em 16 de fevereiro de 2018

3 Principais causas de multas no processo de importação

Postado em 15 de agosto de 2017

Cálculo de nota fiscal de entrada de importação: os erros mais comuns

Postado em 17 de julho de 2015

Nota fiscal de entrada de importação: o que você precisa saber

Postado em 19 de maio de 2015

COMENTÁRIOS

Existem 1 comente este post.

  • Outros motivos de sua emissao é os tributos, para fins de declaraçoes acessorias e apuracoes a nota fiscal de entrada de importação se torna obrigatoria.
    As cosinderaçoes principais para nota fical de entrada de produto importado e a DI, a nota fiscal de entrada e apenas o espelho fiscal da DI, a qual foi registrada no momento de sua entrada no Brasil.
    At,
    Joao

    Joao Paulo - 28 de fevereiro de 2018 Responder

ADICIONE UM COMENTÁRIO