Olá!

No último post falei sobre como montar um time AAA na sua empresa. Seja no aspecto técnico, comportamental ou alinhado aos valores da sua empresa, montar um time forte é um dos primeiros passos para que o empreendedor possa sair do operacional e delegar tarefas com segurança.

Nos meus 12 anos empreendendo, pude perceber a dificuldade que muitos dos clientes da Mainô possuem em recrutar e selecionar bons funcionários. No fim das contas, o empreendedor acaba tendo que se envolver demais com o operacional, justamente porque não consegue confiar em delegar tarefas para seus colaboradores.

Por acaso, nesse exato momento, a Mainô possui uma vaga aberta para auxiliar administrativo. Nesse post quero mostrar a você como fazemos para encontrar talentos e como você pode replicar esse processo na sua empresa para melhorar cada vez mais seu capital humano.

Recrutamento

A forma mais fácil e rápida de recrutar é utilizar um site de oferta de vagas. Aqui na Mainô utilizamos muito o InfoJobs, que vem dando um ótimo resultado. Ele é pago, mas sai muito barato pelas horas que você economiza.

A nossa vaga de auxiliar administrativo foi um sucesso estrondoso: obteve 1.348 candidatos inscritos para uma única vaga!!! Isso significa que nossa vaga possui uma concorrência maior que as vagas de concurso público. Parte desse sucesso se deve a forma como a vaga foi descrita.

Aqui vão algumas dicas para publicar uma vaga com sucesso:

1- Fale sobre a empresa. Mostre ao candidato como é a cultura da empresa, deixe-o sentir como é trabalhar lá. Para isso, deixe links para seu site, redes sociais, etc.

2- Deixe muito claro o salário e todos os benefícios. Esqueça o famoso “a combinar”. Na minha opinião o “a combinar” significa o mesmo que “vou pagar o mínimo possível que você aceite receber”. Já deixar claro o salário evita futuras quebras de expectativa entre candidato e empresa, ajuda a captar pessoas que estão buscando a faixa salarial oferecida e demonstra que a empresa é transparente. Divulgue tudo e mostre que não há pegadinhas.

3- Descreva detalhadamente as atividades do cargo. É muito importante que o candidato consiga compreender qual será seu trabalho caso seja contratado. Mais uma vez, mostra transparência, seriedade e respeito.

4- Deixe claro as exigências. Informe a escolaridade e experiência mínima, bem como outros pré-requisitos para se candidatar a vaga.

Resultado de uma vaga bem descrita? 1.348 inscritos!

infojobs

Pré-seleção

Legal, atraímos mais de 1.300 candidatos. Isso é ótimo, pois se soubermos selecionar bem, a chance de encontrar um talento é muito grande. Entretanto, agora temos um problema. Como entrevistar todos esses candidatos? É humanamente impossível, concorda?

Nessa hora o InfoJobs ajudou muito. Utilizamos filtros como escolaridade, área da graduação e proximidade com o local de trabalho para reduzir para uma lista de 200 candidatos.

Ok, ainda não é possível (pelo menos para mim) entrevistar 200 pessoas. Sendo assim, realizei três etapas de pré-seleção que reduziram o número de candidatos para 12. São elas:

a) Leitura do currículo

Não teve jeito, tivemos que abrir mais de 200 currículos no InfoJobs. Para isso, eu e mais uma pessoa do mesmo departamento dividimos o trabalho e olhamos 100 currículos cada uma. O objetivo era selecionar as pessoas que já tiveram experiências semelhantes às que são requeridas na Mainô. Com isso, reduzimos o número para 60 candidatos.

b) Motivação e português

Depois, para esses 60 candidatos, utilizamos uma ferramenta chamada Mail Shake (que faz envio de e-mails em massa) para enviar uma mensagem simples a eles: “Escreva em três parágrafos por que você quer trabalhar na Mainô.”. Essa pergunta possui dois objetivos: encontrar pessoas que se identifiquem com sua empresa (peça para elas buscarem informações sobre a empresa no site) e encontrar pessoas que escrevem bem. Sobraram 34 candidatos.

c) Análise técnica

Para os 34 candidatos restantes, enviei por e-mail uma planilha com um desafio. Basicamente, a vaga exige conhecimentos intermediários em Excel. Por isso pedimos que o candidato elaborasse uma planilha para calcular alguns valores como juros compostos, bases de cálculo e alíquotas de impostos. Além de testar a proficiência em excel, também testamos habilidades com matemática e raciocínio lógico. Tudo com a mesma planilha. Menos de 1% dos inscritos entregaram a planilha corretamente. Após todo esse processo, chegamos em apenas 12 candidatos.

Todas as etapas anteriores foram executadas de forma remota.

O processo seletivo será concluído hoje, com a entrevista presencial. Então semana que vem falarei sobre como conduzir uma boa entrevista.

Sai do operacional!

Vamos juntos!

OUTROS POSTS

Dicas do CEO: Qual desses cenários a sua empresa está?

Postado em 5 de dezembro de 2018

Dicas do CEO: Por que a sua empresa existe?

Postado em 28 de novembro de 2018

Dicas do CEO: Prepare-se para o melhor

Postado em 14 de novembro de 2018

Dicas do CEO: Quanto tempo leva pra faturar 60 milhões?

Postado em 31 de outubro de 2018

Dicas do CEO: O que é inovação disruptiva e como ela impacta seu negócio?

Postado em 24 de outubro de 2018

Dicas do CEO: Liderar não é apenas sobre o que você diz ou faz

Postado em 17 de outubro de 2018

Dicas do CEO: Conversas difíceis

Postado em 10 de outubro de 2018

As 5 características a serem avaliadas na contratação

Postado em 3 de outubro de 2018

Como montar um time AAA sem RH

Postado em 26 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Valores são importantes?

Postado em 21 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Como projetar a cultura da sua empresa

Postado em 19 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Defina a cultura da empresa o quanto antes

Postado em 12 de setembro de 2018

Dicas do CEO: 7 dicas para delegar tarefas

Postado em 5 de setembro de 2018

Dicas do CEO: Toda semana uma dica de gestão

Postado em 29 de agosto de 2018

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO