Muito tem se falado sobre a computação na nuvem e seus benefícios. No ramo empresarial, ela tem sido muito mencionada devido à utilização de software na nuvem. Essa solução tem sido amplamente utilizada, principalmente por pequenas e médias empresas — que agora veem a possibilidade de investir em um sistema de gestão.

No artigo de hoje, falaremos sobre as principais vantagens de utilizar um software na nuvem. Quer saber quais são elas? Confira!

Custo reduzido

Até pouco tempo atrás, se uma empresa quisesse implementar um sistema de gestão, era necessário comprar licenças de utilização para cada computador que fosse utilizá-lo — o que fazia com que os custos fossem muito elevados, fazendo com que essa ferramenta fosse acessível apenas para empresas de porte maior. Hoje, graças ao software na nuvem, as empresas pagam apenas pelo serviço prestado, uma mensalidade que varia de acordo com a demanda.

Além da redução de custos na implementação do sistema, o armazenamento das informações é de responsabilidade da empresa desenvolvedora, o que faz com que as empresas tenham custo zero com manutenção de servidores e custo reduzido com a equipe de TI.

Escalabilidade

Outra grande vantagem que a utilização do software na nuvem proporciona é a possibilidade de aumentar a utilização dos serviços de acordo com o crescimento do negócio. Ou seja, é possível sair de um “pacote básico” para um “pacote vip” de forma simples e rápida.

Utilizando um sistema tradicional, seria necessário realizar um projeto de expansão ou até mesmo iniciar um novo projeto, dependendo do crescimento, o que geraria altos custos.

Mobilidade

Para que um software na nuvem possa ser utilizado, basta possuir uma conexão com a internet e um gadget — como um notebook ou tablet, por exemplo. Logo, outro grande benefício é a possibilidade de acessar o sistema de casa, em uma reunião externa ou em qualquer outro ponto remoto que se faça necessário. Em tempos de grande concorrência, garantir processos e uma comunicação ágil é fundamental para obter vantagem e bons resultados.

Agilidade

No quesito agilidade, o software na nuvem proporciona dois benefícios: rapidez na implementação e agilidade na comunicação e na troca de informações.

O processo de implementação é simples: o cliente especifica quais serviços precisa utilizar, qual é o tamanho de sua empresa e quantas pessoas utilizarão o sistema. Isso faz com que não seja necessário desenvolver grandes projetos e sofrer com a burocracia de adquirir uma licença de software, como seria da forma tradicional.

Além da agilidade na comunicação e na troca de informações, que pode ser feita de qualquer lugar, a qualquer momento, os dados que são inseridos e modificados no sistema são atualizados em tempo real. Ou seja, não é necessário aguardar um horário específico para gerar determinado relatório, por exemplo.

Maior segurança da informação

Além de as atualizações dos softwares serem realizadas automaticamente, sem que o usuário precise tomar alguma ação, todas as informações ficam armazenadas nos servidores da empresa que fornece o sistema. Os backups dos dados são realizados periodicamente.

Como podemos ver, a utilização de um software na nuvem proporciona grandes vantagens para as empresas que desejam automatizar seus processos e aumentar a produtividade. Além de garantir que empresas de pequeno e médio porte tenham a possibilidade de investir em tecnologia, graças ao custo acessível.

Qual dessas vantagens você acredita que faria maior diferença nos resultados de sua empresa? Não deixe de compartilhar suas opiniões conosco. Comente e participe!

OUTROS POSTS

O que é CNAE? Aprenda a classificar a sua empresa.

Postado em 15 de janeiro de 2019

Especial Melhores do Ano de 2018

Postado em 28 de dezembro de 2018

4 dicas para reuniões produtivas

Postado em 20 de dezembro de 2018

Custo do produto: Como montar uma ficha técnica?

Postado em 6 de novembro de 2018

Como utilizar a curva ABC na prática em seu comércio

Postado em 16 de outubro de 2018

4 dicas para um bom planejamento e controle de produção

Postado em 11 de outubro de 2018

O jeito Disney de encantar os clientes aplicado a seu negócio

Postado em 13 de setembro de 2018

O que os empreendedores de sucesso tem em comum?

Postado em 6 de setembro de 2018

Como escolher um software de gestão para auto peças

Postado em 23 de agosto de 2018

Tabela CFOP: o que é e para que ela serve?

Postado em 10 de julho de 2018

Por que não usar planilhas para gerenciar dados da empresa?

Postado em 28 de junho de 2018

4 passos para reduzir a inadimplência no meu comércio

Postado em 4 de junho de 2018

Determinando contabilmente o preço de um produto

Postado em 17 de maio de 2018

Novidade no Sistema: Módulo de Planos de Contas

Postado em 15 de maio de 2018

Tudo o que você precisa saber sobre Microempreendedor Individual (MEI)

Postado em 27 de abril de 2018

5 dicas fundamentais para encantar e reter clientes

Postado em 12 de abril de 2018

Guia Certificado Digital ICP-Brasil

Postado em 26 de março de 2018

Pis e Cofins na importação: como recuperar impostos

Postado em 8 de março de 2018

Por que é vital a correta classificação fiscal da importação

Postado em 1 de março de 2018

Retrospectiva de 2017

Postado em 3 de janeiro de 2018

Case de Sucesso Comex NF-e: H3 Trading

Postado em 16 de novembro de 2017

Para que serve a licença de importação?

Postado em 19 de outubro de 2017

Fim do emissor gratuito da Sefaz Maranhão

Postado em 13 de outubro de 2017

Fim dos boletos sem registro: mais segurança nas transações

Postado em 4 de outubro de 2017

A morte dos ERPs completos

Postado em 20 de setembro de 2017

Como reduzir custos de empresas de Comex

Postado em 14 de setembro de 2017

3 coisas que aprendi que vão mudar sua empresa

Postado em 31 de agosto de 2017

Redução no imposto de importação para 4,9 mil produtos

Postado em 18 de agosto de 2017

A Mainô agora faz parte do Hub do Empreendedor!

Postado em 7 de agosto de 2017

Planejamento de Estoque: Inimigo ou Aliado?

Postado em 24 de julho de 2017

Pis e Cofins na Importação: Como Recuperar Impostos

Postado em 18 de maio de 2017

NF-e de Importação: como calcular igual seu despachante?

Postado em 29 de agosto de 2016

O Retorno do Investimento da adoção de ERPs Cloud para PME

Postado em 14 de julho de 2016

Software de gestão: por que sua empresa deve ter um

Postado em 16 de maio de 2016

Os 5 maiores mitos sobre tecnologia na nuvem

Postado em 29 de abril de 2016

Como reduzir custos na empresa de forma profissional

Postado em 14 de abril de 2016

Como uma empresa de importação reduziu 97% do desperdício

Postado em 14 de abril de 2016

Guia de Gestão Financeira e Fiscal para Empresas

Postado em 12 de abril de 2016

7 dicas infalíveis para ter uma empresa de sucesso

Postado em 1 de março de 2016

Planilha de controle de estoque: video explicativo

Postado em 6 de outubro de 2015

Como Recuperar os Impostos da Sua Empresa ?

Postado em 25 de agosto de 2015

COMENTÁRIOS

Existem 0 comente este post.

ADICIONE UM COMENTÁRIO